A- A A+

Chocolate é mesmo tudo igual?

75% dos brasileiros – Esse é o percentual de pessoas que consomem chocolate no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo IBOPE. Se você é daqueles que não foge aos números, o que leva em consideração na hora de escolher o chocolate? Gosto, calorias, embalagem? Você realmente conhece os tipos de chocolates? Entenda um pouco mais sobre cada tipo de chocolate e saiba como escolher a melhor opção.

Diet: é indicado para os diabéticos, pois não possui sacarose – o açúcar de fato. Mas atenção: para igualar o sabor do chocolate tradicional tem mais adição de gordura, por isso, pode ser mais calórico.

Amargo: a concentração de cacau é alta – geralmente acima de 50%, feito basicamente de manteiga de cacau, massa de cacau e açúcar. Esse tipo é considerado o mais puro de todos, pois quanto maior a porcentagem de cacau, menos manteiga de cacau e menos açúcar, por isso, é mais amargo.

Ao leite: basicamente seus ingredientes são os mesmos que o amargo, porém o teor de cacau é mais baixo, dando espaço ao leite condensado e às vezes leite em pó.

Branco: sua composição leva somente a gordura do cacau – a chamada manteiga de cacau, além de mais açúcar e gordura que os demais. Isso faz dele a opção menos nutritiva.

Alfarroba: uma opção para as pessoas que gostam de chocolate, mas não querem abrir mão de hábitos saudáveis. Utilizada para substituir o cacau, tem praticamente o mesmo sabor que o chocolate tradicional e é naturalmente doce. É uma ótima opção para satisfazer a vontade de comer chocolate, ingerindo mais nutrientes.

Texto: Eduarda Prawucki

Últimas notícias